Digital clock

domingo, 26 de julho de 2009

Das loucuras do trânsito nem santo escapa

Lutar no trânsito é como matar um dragão todo dia. Ronald Junqueiro

O trânsito em Belém é caótico e violento. E incha a olhos vistos. Quem dirige tem que pedir a proteção de todos os santos, incluindo aí os padroeiros e os santos guerreiros, como São Jorge. E nem ele mesmo escapou dessa batida na traseira. Com certeza, para o Santo é muito mais fácil lutar contra o dragão do que contra motoristas malucos que, com as bênçãos da isenção do IPI, invadem as ruas da cidade e viram armas potenciais a ameaçar a vida de todo mundo.

Um comentário:

Ana Luiza disse...

E atenção: o pobre do São Jorge nem mais santo é, de acordo com a igreja Católica... E veja bem, o meu santo preferido, apesar de eu ser dragão... Vai ver que foi por causa dessa batida que o pobre coitado ficou tão desorientado que nem pôde socorrer o Timão ontem... Fala sério, o Obina tinha que sair do Flamengo para desencantar no arquirrival? Tô bege, me pinta! Beijão.