Digital clock

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Feliz Dia do Orgasmo!

Araras são fiéis até que a morte as separe. Ronald Junqueiro
A rede está embalada por notícias sobre o orgasmo. Sexo é bom. Brasileiros e Brasileiras uni-vos! Mesmo os que estão na mão ou na contramão, os f(*) e mal pagos e que nem sabem onde fica o ponto G. Mas esses,quando descobrem o endereço não reclamam de pagar bandeira dois ou a dois, a três, a quatro e menages afins para quem tem saúde de ferro, deixam o grid sem ligar para a bandeirada na corrida da ereção, no caso dos companheiros. No caso das companheiras, elas que deixem a timidez, a censura, a vergonha de lado e entrem na festa do pau, mesmo que não seja dia de padroeiro. Parece discurso trabalhista. Mas vamos e venhamos, o entusiasmo da companheirada é de fazer subir o palanque numa hora dessas. Vale a pena suar.

Os brasileiros, por mais altos e baixos em que vive o país, estão bem na foto. A situação era outra numa pesquisa nacional de 2001 patrocinada pelos laboratórios Pfizer e coordenada pela psiquiatra Carmita Abdo, do Projeto Sexualidade do Hospital das Clínicas, de São Paulo. A pesquisa recolheu informações de quase 3.000 homens e mulheres entre 18 e 70 anos, de todas as classes sociais.

Eu sempre olho com desconfiança para pesquisas, pelo autoritarismo com que elas analisam e divulgam os dados, como se fossem definitivos e que essa fonte fosse a salvação da lavoura. Ao fim e ao cabo, pouca gente sabe qual é o resultado prático. Mas pincei este trecho que é recorrente:

"A pesquisa confirma a experiência dos consultórios terapêuticos de que muitas mulheres não têm orgasmo porque seus parceiros, com receio de falhar, fazem tudo rápido demais. O medo de perder a ereção na hora H assombra 54% do universo masculino. Não, ele não é infundado. Disfunções como ejaculação precoce e impotência afetam grande parte dos brasileiros. A ejaculação precoce costuma ser um pesadelo para quase a metade dos homens entre 18 e 60 anos. A incidência é maior entre os mais jovens (e, obviamente, mais ansiosos). Se você tem dúvidas a respeito, saiba que existem medidas para determinar o problema: a ejaculação é precoce quando ocorre antes de dois minutos de sexo. Ou quando em 50% das relações ela vem antes que a parceira chegue ao clímax. É claro que se está falando, aqui, de uma mulher sem dificuldades na cama”.

Agora, cinco anos depois, a pesquisa The Face of Global Sex 2008: Sexual Confidence ("A Face Global do Sexo: Confiança Sexual"), promovida pelo fabricante de preservativos Durex, coloca o Brasil em primeiro lugar em listagens relativas à confiança numa vida sexual feliz e satisfatória e à confiança em buscar informações sobre sexo.

Esse ranking vem melhorando desde o ano passado. Quando se trata de sexo, os brasileiros só perdem para os gregos. E por margem mínima.

Os brasileiros têm uma média de 145 relações sexuais por ano, com 82% das pessoas dizendo que fazem sexo pelo menos uma vez por semana. Os gregos, 164 vezes. Empatados em terceiro lugar vêm os poloneses e russos, 143 vezes por ano. Os japoneses ficaram no fim da fila segurando o pintinho. Será que tudo isso não é lorota para inglês ver? Afinal, foram eles que criaram o Dia do Orgasmo, há cerca de oito anos. A pesquisa feita por sex shops inglesas constatou que 80% das mulheres inglesas nunca chegaram ao orgasmo. E agora?

Sexo é cultura

Rapidinhas Rapidinhas Rapidinhas Rapidinhas Rapidinhas

* Mulher que simboliza a liberdade de amar e ter orgasmo: Leila Diniz
* O orgasmo não é necessariamente uma questão de pular cercas e muros e multiplicação de parceiros. Talvez na China, este ano,onde atletas sexuais querem ganhar o pódium. Mas orgasmo é coisa a dois e monogâmica como o amor das araras. Fidelidade é escolha.
* Os macaquinhos também amam. Vamos defender a espécie? Não precisamos acreditar na nossa ancestralidade. Mas é necessário saber que o mundo é movimento e conexão.
* Feliz Dia do Orgasmo para as hienas, que dizem ser o bicho que simboliza os jornalista: come merda, trepa uma vez por ano e vive rindo.
* Ação de graça: se esbarrar com o seu chefe e ele estiver mal humorado, faça de conta que hoje é natal e deseje a ele um Feliz Dia do Orgasmo!

5 comentários:

Ana Luiza disse...

Antes de mais nada: essa pesquisa não passou aqui em casa, pode ter certeza... Estou trabalhando no vermelho, como diriam gerentes de banco... E "toda mulher é meio Leila Diniz"? Não, só as que têm sorte... E viva ela!

Selene disse...

Achei maravilhosa essa indicação da Meg:
Seu blog é muito bacana li todos os posts e gostei muito da preocupação ambiental sem histeria, mas com fatos apontados e não com aquelas teses paranóicas.
Agora, palmas para o Dia do Orgasmo. *ELE* sempre merece, ou nós sempre merecemos...
Também gosto de um cafuné, mas parece que a comemoração por aqui vai ser outro dia, só não sei qual...
Adorei a música.
Um abraço

Monika Baumann disse...

Amei o post e blog também. Está de Parabéns.
Tem presente pra ti lá no Toques. Bjuuu

http://monikabaumann.blogspot.com/2008/07/reconhecimento-sempre-um-prazer.html

ronald disse...

Ana Luiza, Selene e Monika a porta da casa fica só encostada, nada de trincos.
Ana, esquece a pesquisa, a gente não leva jeito para responder essas coisas, né? Já não basta o censo?
bj

japublicidade.com disse...

Opa amigão, esta aceitando parcerias?
estou atras de pessoas para divulgar o www.tclar.com
conto contigo!