Digital clock

domingo, 31 de agosto de 2008

O difícil é difícil, assim falou Lula

Gosto muito desta pérola filosófica do nosso presidente Luiz Ignácio Lula da Silva que achei numa agenda de 2004, nas inevitáveis faxinas que a gente é forçado a fazer para desocupar espaço. Mas como é de domínio público, pode ser encontrada numa carrada de sites. A frase, desencadeadora de um irreplicável sistema filosófico, foi (mal) dita na 1ª Conferência Nacional do Esporte, em 17 de junho de 2004. O recorte é da Folha de São Paulo.

“O governo tenta fazer o simples, porque o difícil é difícil”

A frase é páreo duro para manchetes de jornais. O jornais brasileiros são uma fonte rica, não tenho a menor dúvida. Mas ontem recebi um e-mail procedente de Albergaria-a-Velha, Portugal, com material supimpa para manter o humor vital. Rir é o melhor remédio, ora pois! Humor eu tenho “só me falta-me o gramur”, como diz a filósofa Lady Keite, mestre e doutora na mesma escola do Lulinha. No mais, amo Fernando Pessoa e gosto de Portugal.

Recolhi, também, três manchetes policiais do Diário de Notícias, de Portugal, edição on line do dia 29.08.08. Caraca, os cadernos policiais dos jornais brasileiros são barra pesadíssimas. Assalto de banco aqui, então, vixe! É tiro pra todo lado. Na onda de assalto a bancos portuguesas, os ladrões parecem ser de fino trato.

. Solitário usou uma arma falsa para assaltar bancos num ano

É estrangeiro residente em Portugal e até aos 40 anos nunca teve quaisquer antecedentes criminais ou policiais. Mas no início deste ano algo mudou e o indivíduo dedicou-se a assaltar dependências bancárias, "auxiliado" por uma imitação de uma arma de fogo. Apesar da falta de experiência na área do crime, o indivíduo, que mantinha "uma vida regular e discreta", actuava "com um raro à-vontade", tendo assaltado sozinho dez dependências bancárias em apenas oito meses.

. Assaltantes de banco "não foram malcriados"

Maria José preparava-se para fazer um depósito quando ouviu um estrondo. Olhou em direcção da porta e deparou com três indivíduos encapuzados já no interior da Caixa de Crédito Agrícola. Um deles empunhava uma caçadeira, os outros saltaram para o interior do balcão e pediram o dinheiro à funcionária. "Disseram que não nos faziam mal. Nem foram malcriados", contou ao DN.

Enquanto isso, na pacata vila de Alvalade do Sado, todos acordaram depois das três da manhã ao som do alarme A população não tardou em perceber que o ruído provinha da Zona de Indústria Ligeira, a cerca de um quilômetro do aglomerado, onde existem várias empresas, apesar de não haver segurança na zona. O assalto virou manchete do domingo:

. Arrombaram multibanco com uma rebarbadora

Três ou quatro indivíduos assaltaram, ontem de madrugada, a caixa multibanco do supermercado Supersol, em Alvalade do Sado (Santiago do Cacém), com recurso a uma rebarbadora. O grupo arrombou a porta principal do edifício, pelas 03.00, e em cerca de dez minutos conseguiu abrir a caixa ATM, retirando o cofre do interior da máquina, que, segundo uma fonte da empresa avançou ao DN, teria sido carregada "recentemente".

Bom, o grande mistério e a pergunta que não quer calar: O que é, afinal, rebarbadora?

No Brasil poderia ser uma mulher rebarbada tipo a Lili Cartucheira.

3 comentários:

Íris Jatene disse...

Olá, Ronald!
Finalmente estou passando em seu Blog. Desculpa a demora, mas é que passei um tempo viajando e só agora estou em Belém, com tempo e conexão para usar a Internet.
Prometo vir com mais frequência!
Beijos.

analuizacouto disse...

Ronald, querido: não podia deixar tua pergunta sem resposta. Então, conforme a Wikipedia portuguesa, "rebarbadora (ou esmerilhadeira ou ainda policorte) é uma ferramenta eléctrica portátil utilizada para trabalhos onde é necessário esmerilar, aparar rebarbas e cortar metais (chapa metálica, perfis de alumínio, chapas em ferro fundido) e materiais de construção (pedra, tijolo, blocos, betão armado, cerâmica, etc...). É composta de um pequeno motor eléctrico que aciona um disco ou esmeril que desbasta o objeto em trabalho por abrasão". Adorei as manchetes e matérias, parece que os irmãos europeus são bem mais educados, não? Se não para roubar, pelo menos para contar... Beijo!

Suely disse...

... o blog já está em Albergaria-a-Velha (Aveiro-Portugal) para o devido conhecimento. Vamos aguardar notícias. Beijinhos.