Digital clock

sábado, 1 de agosto de 2009

Almofadas vermelhas ao sol

Almofadas refletidas na TV abandonada na sala. Ronald Junqueiro
O dia pode ser assim, um pouco modorrento. Sábado vira dia de faxina sem afobação. E correm as notícias, o mundo roda, o planeta gira.

Hugo Chávez roda a chave da censura para fechar a boca do povo. Cancelou a licença de 34 emissoras de rádio e ameaça tirar do ar outras 200, em meio a uma campanha para acabar com o que chama de "abuso" da liberdade de expressão.

Chávez não passa de um presidente bundão. Os venezuelanos deveriam sentá-lo numa chapa quente. O poder não pode intimidar o povo.

Cá no Brasil, a família Sarney precisa entender que censura não vai funcionar para esconder o caldo da lavagem de roupa suja no Senado. A Justiça proibiu o jornal O Estado de S. Paulo de publicar reportagens sobre a investigação da Polícia Federal contra Fernando Sarney, filhinho de papai. Medidas escrotas como a que foi adotada pelo desembargador Dácio Vieira, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, não limparão a merda feita pelo senador José Sarney (PMDB-AP) - pai do Fernandinho - mergulhado em denúncias de nepotismo, envolvimento em atos secretos e desvio de verbas da Petrobras.

Sarney não aprendeu nenhuma lição de democracia.

O Lula, presidente gogó de ouro, malandramente, deixou de defender o senador-escritor maranhense “Marimbondo José Sarney de fogo”. Aliás, falta ao nosso presidente doses homeopáticas de simancol. Como o poder lhe subiu à cabeça! Mesmo assim, vermelho que nem ele, podemos dizer que Lula amarelou.

Vejamos o que mais o sábado nos trouxe:

Meninas baleadas num morro do Rio de Janeiro e assassinatos em Belém do Pará.

Milhares de poloneses celebraram os 65 anos da revolta de Varsóvia contra a ocupação alemã. As comemorações contaram com a presença de inúmeros veteranos de guerra. A insurreição de 1944 foi uma tentativa de instaurar o poder em Varsóvia antes da chegada das tropas soviéticas. Os festejos da revolta só foram oficializados a partir de 1989, o ano da queda do regime comunista. Nesse episódio da Segunda Guerra Mundial morreram 18.000 combatentes poloneses, 17.000 soldados nazistas e 200.000 civis.

A vida vale muito. Não pode ser encarada como o que nos resta.

Em Amsterdã pela primeira vez, policiais e soldados do exército holandês juntaram-se aos desfiles da parada Gay usando as fardas. Durante o evento foi celebrado. A Holanda é um país pioneiro nas questões de defesa dos direitos homossexuais. Em 2001 tornou-se na primeira nação do mundo a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Já em Portugal, o Tribunal Constitucional rejeitou o direito ao casamento entre duas mulheres. Teresa e Helena vão recorrer da sentença junto ao tribunal europeu dos direitos humanos.

Filipinos emocionados com a morte de Corazon Aquino, a mulher que derrubou a ditadura de Ferdinando Marcos e de Imelda Marcos, conhecida como a mulher dos 3.000 pares de sapatos. Eles dominaram, por 21 anos, o império do nepotismo.

Cory , como era conhecida Corazon, não pode ser esquecida.

O desmatamento na rodovia Santarém-Cuiabá está fora de controle. Segundo relatório divulgado nesta sexta-feira (30) pelo Imazon (Instituto do Homem e meio Ambiente da Amazônia), a área desmatada, equivalente a 60 vezes o Parque do Ibirapuera, em São Paulo, foi destruída nas margens da rodovia BR-163, que liga Cuiabá (MT) a Santarém (PA).

Apenas três municípios paraenses, próximos a essa estrada, concentraram 95,1 km² de florestas derrubadas.

Enquanto isso, deixo as almofadas ao sol para matar os ácaros. Almofadas vermelhas ao sol

Nenhum comentário: